13.6.17

Mentalidade de um Homem VS. Mentalidade de uma Mulher

Este tema, veio á minha querida mente quando estava a falar sobre certas e determinadas coisas que me irritam profundamente e intensamente no meu querido marido.
Digo já antes de falar que isto não se aplica de todo a todos os homens, e sei disso porque já presenciei e ouvi histórias idênticas ás minhas com fins diferentes, nem todos os homens são iguais e nem todos são que nem pedras!

Primeiro ponto, vou armar-me em psicóloga, porque parece que lhes falta algo na cabeça de ar daqueles tipos, não dizem sim duas vezes principalmente se estiverem de mau humor.
Relaxam-se demasiado quando se trata da educação e atenção aos filhos,que queiram ou não vieram dos "gémeos" deles e por isso têm de participar mais.
Só se queixam que estão cansados, mas se formos nós, donas de casa a história é "mas estás em casa não fazes nada", yup eu mando a senhora da 5 á sec vir cá trazer a roupa, lavada, passada e dobrada para ti , digo ao restaurante para te vir por a mesa e fazer o comer, já agora mando uma senhora fazer a limpeza da casa, fazer camas, lavar a loiça e ainda ir ás compras e contrato uma baby sitter para aturar os teus maus genes nos teus filhos, yup não fazemos nada!
Continuam cansados, a filha pede para ler um livro ele manda a mãe ler, ela pede agua estando ele na cozinha e ele diz para pedir á mãe que esta a tomar banho, mas nunca estão cansados para coisas intimas, e agora com este calor, ah foda-se chega-te para lá , deixa de tomar viagra e já podes descansar!
Nunca se pode fazer gastos, a não ser que seja para as coisas deles. Consolas, telemóveis, material para os carros, etc, quando andamos nós a meses a tentar evitar de gastar o máximo que podemos para comprar aquelas peças que faltam no guarda roupa dos miúdos, ou poupar para o aniversário que para nós tem de ser o melhor!
"Aniversário? Mas eu nem tinha festas porque é que eles têm de ter? " What? Então a tua mãe ou era muito pobre na altura ou não gosta nada ti. Qual é a pessoa hoje em dia que não se deve lembrar das festas de aniversario com família, ou algumas ate com amigos, ou apenas o bolo na escola cantando os parabéns pelos nossos amiguinhos da nossa infância, mas que raio de homem acha que se não teve os filhos não precisam de ter?? Eu sei a resposta mas é muito má para eu dizer!
"Televisão, mas não via bonecos, assim habitua-se mal." Lá vem a conversa do eu não tive eles também não podem, mas que raio, afinal queremos que os nossos filhos tenham sempre um pouco de melhor que nós, mas não em exagero. Nao é necessário ter aquele brinquedo que custa 50 euros só porque sim, nem todas as crianças valorizam, e há outras que valorizam até um brinquedo de 1 euro, é tudo diferente, mas no final, nós devemos ser melhores e diferentes com eles. Afinal, não são eles que pedem para vir ao mundo.

Acho que não só educamos os nossos filhos como os nossos maridos, porque no fim eles parecem ser mais crianças que os próprios miúdos e cada vez mais infantis. Tive imensas festas de anos, com família, na escola, com amigos em casa, fui uma criança com uma infância super feliz, brinquei muito na rua, rachei a cabeça, e foi porque me mandaram um tijolo á testa, fui escoteira, e quero que a minha filha também tenha as suas escolhas, algo que eu não tive, mas também que viva, e seja uma criança que se lembre nem que seja nas fotos da infância feliz que teve.
Eu falo por mim, não neste texto todo mas no que toca a parte de ter um marido infantil e sem duvida com muito para aprender e mudar. Não escolhemos os pais, mas podemos fazer as nossas escolhas e infelizmente antes de eu aparecer já tinha demasiado menino da mamã nele e quando é assim e quando se vive mesmo ao lado dessa pessoa, valha-me Deus, mais vale rezar o terço de joelhos e pedir a todos os santos que nos ajudem porque a tarefa não vai ser nada fácil e realmente não tem sido, mas a verdade é que chegando aos 25 há que fazer mesmo aquele corte profundo com os pais, sermos todos amigos e sermos família, apesar de que não há ali família, mas de pensarmos que iremos mais tarde criar a nossa família e que temos de nos tornar independentes dos nossos pais.
Só um exemplo, com 28 anos que ele tinha, cheguei a ver a minha sogra a cortar um bife ao meu marido, como se ele ainda fosse bebé. De vez em quando pede para lhe tirar os ossos do frango e eu:
                                                             





Ainda se acham eles mais maduros que nós! E agora vocês devem estar assim:



Meninas, que também leram o meu desabafo sobre a minha sogra, e que quiseram falar comigo em privado para não haver problemas com a família, podem fazê-lo novamente!



Sem comentários:

Enviar um comentário